Óculos falsificados: cuidado!

O formato pode até parecer com o original, a funcionalidade nem de longe é a mesma. Estamos falando da relação entre óculos originais e aqueles que são encontrados no camelô. Os óculos legítimos, tanto de grau quanto de sol, foram criados com um fim específico: corrigir e proteger a visão. Por outro lado, os óculos de origem duvidosa, além de não prevenirem danos são altamente prejudiciais à saúde ocular.

Os óculos de sol são os mais comuns no mercado da falsificação. Muitas pessoas adquirem esses produtos por entenderem que, apenas pelo fato de ter lentes escuras, eles são capazes de proteger da luz solar. Porém, a verdade é que esses óculos podem deixar os olhos ainda mais expostos aos raios ultravioletas. Isso ocorre porque quando estamos no escuro, nossa pupila se dilata para facilitar a entrada da luz. O mesmo ocorre quando se utiliza óculos escuros. Através do aumento da pupila esses raios invadem o globo ocular, podendo causar danos irreversíveis.

Ainda, quando se trata de um produto com garantia de fábrica, que ateste proteção contra os raios UVA e UVB, a dilatação da pupila não é um problema. Muito pelo contrário, os óculos de sol originais e que têm essa função são de extrema importância para impedir os danos causados por esses raios.

CAMUFLANDO O PROBLEMA

No caso dos óculos para correção de grau, o uso indiscriminado do acessório adquirido no camelô pode gerar consequências ainda mais graves. Além da má qualidade dos produtos, eles podem camuflar problemas mais graves na visão.

Além disso, os modelos de má qualidade não proporcionam uma imagem devidamente nítida – seja por desníveis nas lentes ou pelo ajuste inadequado no rosto – o que ocasiona maior esforço em ajustar a imagem.”

FONTE: Revista Veja Bem. Publicação do Conselho Brasileiro de Oftalmologia. vol. 18, ano 06, p.7-8, 2018.